Quando procurar um reumatologista?

Quando procurar um reumatologista?

25 de setembro de 2020 0 Por Editor

Você sabe identificar sintomas de doenças reumáticas? Dores em ossos, articulações e nos tendões podem ser sinais que chegou a hora de procurar um reumatologista. Especialista em patologias da natureza reumática, este profissional dedica-se ao tratamento de fatores que acometem o sistema locomotor, envolvendo músculos, ligamentos, esqueleto e outros. 

Com a evolução da área médica, atualmente é possível proporcionar alternativas eficazes no combate a essas doenças. Contudo, você deve saber o momento certo de buscar o atendimento deste profissional para receber um diagnóstico precoce, aumentando as chances de recuperação ou remissão. 

Por esse motivo, no post de hoje você poderá conhecer melhor as doenças reumáticas, seus sintomas e complicações. Além disso, vai entender mais sobre essa especialidade e saber quando procurar um reumatologista. Fique atento na leitura! 

O que faz o reumatologista

Após terminar seu período de graduação, o profissional da medicina tem como opção elevar seus conhecimentos em áreas específicas por meio da residência médica. Essa especialidade que pode durar entre 2 e 3 anos, tem como um dos campos a área reumatológica, em que o profissional se dedica no estudo das doenças que afetam tecido conjuntivo. 

O reumatologista costuma atuar em espaços como hospitais, clínicas, consultórios, centros e clubes esportivos, laboratórios ou mesmo na carreira acadêmica, por meio da docência. Seu papel como especialista é trabalhar nos cuidados de doenças que afetam o sistema locomotor do indivíduo, envolvendo músculos, ossos, tendões, ligamentos e articulações. 

Ao decidir quando procurar um reumatologista, o profissional será responsável por determinar tratamentos adequados de acordo com cada diagnóstico individualizado. Isso porque, são mais de 200 tipos diferentes de doenças  na reumatologia que podem acometer o indivíduo.

Entre elas, estão enfermidades autoimunes, degenerativas e desgastes que exigem tratamentos diferenciados, que podem envolver terapias por infusão de medicamentos, fisioterapia, acupuntura, atividades físicas, controle da dor, e mais.

Diferença entre reumatologista e ortopedista

É comum que as pessoas tenham dúvidas no momento de buscar atendimento especializado. Afinal, nem todos sabem quando procurar um reumatologista. Como muitas vezes os sintomas apresentados pelas doenças reumatológicas podem ser parecidas com distúrbios ortopédicos, este profissional é confundido com o ortopedista. Veja a diferença entre estes dois especialistas.

Atuação do médico ortopedista

O ortopedista é o profissional responsável por realizar o diagnóstico, tratamento e prevenir doenças e tipos de deformidades que tenham sua origem fisiológico ou anatômica, de forma que possa atingir ossos, músculos, articulações, ligamento e tendões. 

Além disso, o ortopedista trata também de lesões adquiridas por acidentes, impactos, quedas, e outros traumas. Dessa maneira, seu papel é realizar exames para auxiliar o diagnóstico, e tratar as lesões ou deformidades. Entre as principais condições tratadas pelo ortopedista, podemos citar:

  • deformidades ósseas;
  • desvios de coluna;
  • hérnias de disco;
  • deformidades causadas por doenças crônicas;
  • bursites e tendinites;
  • lesões esportivas;
  • lesões musculares;
  • fraturas, torções e luxações;
  • problemas articulares.

Atuação do reumatologista

Já o reumatologista é o médico com atuação voltada para tratamento e prevenção das doenças reumáticas, que assim como as ortopédicas, pode atingir ossos, articulações, músculos, ossos e outros componentes do aparelho locomotor. Motivo que leva a maior parte das pessoas a confundir os profissionais e doenças por eles tratadas. 

Contudo, na reumatologia as lesões se formam sem a presença de traumas. Saber quando procurar um reumatologista é fundamental para garantir o tratamento adequado para essas doenças que podem acometer pessoas em todas as faixas etárias, não se tratando exclusivamente de condições na terceira idade.

Na maior parte dos casos, o reumatologista cuida de pessoas com doenças associadas a condições autoimunes, quando um componente genético aceita que o próprio sistema imunológico ataque o organismo. 

Por isso, ainda que boa parte das doenças reumatológicas provoque rigidez em áreas de articulações e dores, por acometer em grande parte dos casos o sistema musculoesquelético, também podem afetar órgãos vitais como coração, pulmão, rins e intestinos.

Principais doenças tratadas por um reumatologista

As doenças que mostram quando procurar um reumatologista têm em comum sintomas como dor, deformidades e limitações sem o tratamento adequado. Entre as enfermidades mais comuns estão a artrose, artrite reumatóide, fibromialgia e outras síndromes autoimunes, posturais, inflamatórias e metabólicas.

Não se tratando de doenças transmissíveis ou contagiosas, as patologias reumatológicas podem afetar pessoas de qualquer idade, comprometendo a qualidade de vida, bem-estar, e quando não tratadas, geram problemas graves que podem levar a incapacidade física. Conheça as principais doenças que indicam quando procurar um reumatologista.

Reumatismo

O reumatismo é o termo utilizado para diversos grupos de doenças, envolvendo articulações, tendões, músculos e ossos. Além disso, inclui problemas que podem acontecer pela repetição de movimentos, desgaste de articulação, lesões repetitivas ou associados a outras inflamações. 

Ao descobrir de forma precoce, o tratamento de uma doença reumática contribui efetivamente para a diminuição das inflamações, retardo em possíveis deformações articulares, controle da dor e prevenção. Por esse motivo, saber quando procurar um reumatologista é a melhor maneira de garantir qualidade de vida, bem-estar e diminuir complicações.

Artrite reumatoide

A artrite reumatoide é uma doença crônica, progressiva e autoimune que atinge as articulações e pode evoluir para o prejuízo de tecido articulares que envolvem as mãos, punhos e pés. De acordo com uma estimativa feita pela Sociedade Brasileira de Reumatologia, 2 milhões de brasileiros sofrem com a doença, sendo em sua maioria as mulheres. 

Sem causas totalmente conhecidas, a artrite reumatoide aparece como uma inflamação quando moléculas entram em contato com as células de defesa do corpo, desencadeando reações inflamatórias sistêmicas. 

Ainda que seus sintomas possam variar de uma pessoa para outra, é comum que o indivíduo acometido pela doença sinta dores e dificuldade para movimentar articulações, assim como rigidez no período da manhã e pequenas alterações em pés e mãos. 

Sabendo quando procurar um reumatologista, o tratamento da artrite reumatoide pode melhorar os sintomas com o uso de medicamentos, fisioterapias e, em casos extremos, cirurgias. Afinal, quando não tratada, a doença pode ocasionar graves deformidades e limitações. 

Fibromialgia

A fibromialgia é uma doença difícil de ser diagnosticada sem a presença de um especialista. Por isso, sem saber quando procurar um reumatologista, muitas pessoas passam meses ou mesmo anos com seus sintomas, sem a chance de tratamento. 

Ainda que não cause deformidades, a fibromialgia é caracterizada por dores crônicas e generalizada que não manifesta evidências de inflamação nas áreas que acomete, muitas vezes sensível até mesmo ao toque. Causa ainda em seus portadores cansaço, distúrbio do sono, problemas de humor e ansiedade. 

Com 2,5% da população sofrendo com a doença, ao diagnosticá-la, o reumatologista apresenta tratamentos que podem ajudar a melhorar a vida do portador de forma significativa. 

Entre as indicações médicas estão uma boa alimentação, atividades físicas, alongamento e meditação. Além disso, medicamentos também podem ser utilizados para o controle da dor, como analgésicos e antidepressivos.

Lúpus Eritematoso Sistêmico

Essa doença inflamatória reumatológica crônica também tem sua origem autoimune, e pode ser classificada como cutânea, com manifestação na pele, e sistêmica, quando acomete órgãos internos. Os sintomas mais característicos do Lúpus que auxiliam o portador no momento de saber quando procurar um reumatologista, são:

  • dores em articulações;
  • anemia;
  • manchas avermelhadas na pele; 
  • queda de cabelo;
  • hipertensão, e mais.

Como forma de tratamento, além de medicamentos, o especialista pode indicar mudança na alimentação, atividades físicas regulares, diminuição na exposição solar direta, redução do estresse, e outros cuidados para melhorar a qualidade de vida do paciente.

Espondilite anquilosante

Caracterizada por uma inflamação autoimune, a espondilite anquilosante é uma doença reumática que apresenta como sintomas dores nas coisas e quadris, principalmente em repouso. 

Powered by Rock Convert

Sua incidência maior é em pessoas entre 20 e 40 anos, principalmente em homens. Apesar de também não apresentar causas totalmente claras, a espondilite anquilosante está ligada à fatores genéticos.

Com sintomas de fortes dores na coluna, a doença prejudica não só o bem-estar do portador, mas também sua produtividade. Além disso, pode causar a calcificação da área afetada, comprometendo de forma permanente a mobilidade da pessoa não tratada. 

Por isso, o reumatologista deve ser procurado sempre que aparecerem sintomas similares, a fim de melhorar a qualidade de vida com alternativas que incluem medicamentos, exercícios físicos e fortalecimento muscular.

Vasculites

A vasculite é o termo utilizado para inflamações que acontecem nos vasos sanguíneos. Suas causas podem envolver doenças autoimunes, inflamações, e até mesmo o uso de certos medicamentos. 

Entre os sintomas, que podem ser variados, a vasculite apresenta no indivíduo o surgimento de manchas roxo-azuladas na pele, sensações de dormência, dores em região de abdômen, inchaço e dor nas articulações, coceira, e mais. Para seu tratamento, o reumatologista deverá investigar os fatores desencadeadores do quadro, seguindo a forma adequada de terapia a partir do diagnóstico individualizado. 

Artrose

Doença reumática comum em pessoas com mais de 50 anos, a artrose é a inflamação e desgaste das articulações, e é outra das condições que mostra quando procurar um reumatologista.

Caracterizada pelo rompimentos das cartilagens que existem entre os ossos, as principais causas de desgaste dessas articulações são o sedentarismo, predisposição genética, excesso de peso e tabagismo.

Por ainda não existir uma forma de regenerar esse importante tecido, o tratamento da artrose tem como foco desacelerar seus efeitos reduzindo os sintomas. Por isso, o reumatologista busca formas de amenizar dores e restabelecer a rotina do portador com medicamentos, acupuntura, fisioterapia e, em casos mais avançados, cirurgias.

Artrite Idiopática Juvenil

Também conhecida por Artrite Reumatóide Juvenil, essa inflamação crônica afeta articulações, olhos, pele e até coração, sendo a principal doença reumatológica em crianças e adolescente antes dos 17 anos. 

Entre suas manifestações clínicas está a artrite, caracterizada por dores e aumento da temperatura nas articulações. Essa pode ser uma difícil condição para saber quando procurar um reumatologista, visto que a doença pode apresentar dor mínima ou inexistente. 

Com causa desconhecida que pode envolver fatores imunológicos, genéticos e infecciosos, a Artrite Idiopática Juvenil também pode estar relacionada a tendências familiares, traumatismos articulares, infecções virais e bacterianas, além de estresse emocional. 

O tratamento da doença exige uma boa relação entre a criança e o reumatologista, uma vez que sua duração pode ser prolongada. Além de individualizado, deverá envolver a educação da criança e de seus familiares, assim como o controle da inflamação e dor e prevenção de deformidades, com o uso de medicamentos.

Da mesma forma, a reabilitação da criança é fundamental, associada ainda ao acompanhamento psicológico em alguns casos. Seu início precoce deve ser realizado assim que possível, evitando o comprometimento da cartilagem das articulações, deformidades e limitações físicas que podem ser irreversíveis pela demora. 

Síndrome de Sjögren

A síndrome de Sjögren é outra das doenças reumáticas autoimunes. Seus sintomas envolvem a secura de olhos e boca, que estão associados à presença de anticorpos ou sinais de inflamação nas glândulas. 

Nessa doença, as células de defesa do corpo invadem essas glândulas lacrimais e salivares, assim como alguns órgãos, produzindo processos inflamatórios que acabam prejudicando e impedindo seu funcionamento.

Gota

Essa doença é uma forma de artrite ocasionada pelo depósito de cristais de sódio em articulações, e acontece pelo aumento dos níveis de ácido úrico. Os principais sintomas da doença envolvem inchaço e dores fortes em articulações, iniciando pelos pés, durando de 3 a 10 dias. Entre as principais causas da gota, podemos citar:

  • uso de medicamentos diuréticos que causam a diminuição da excreção renal do ácido úrico;
  • ausência do mecanismo responsável pela eliminação do ácido úrico no organismo no nascimento;
  • aumento da produção de ácido úrico pelo defeito de algumas enzimas.

Sabendo quando procurar um reumatologista para o diagnóstico e início do tratamento, o portador poderá utilizar medicamentos que reduzam a concentração do ácido úrico, melhorando sua qualidade de vida. Além disso, outras iniciativas são recomendadas, como perda de peso e redução do consumo de álcool.

Quando procurar um reumatologista

Muitas pessoas que sofrem com as doenças reumatológicas não sabem, visto que seus sintomas são parecidos com outras condições. Entretanto, estar atento à estes sinais pode ser uma forma de saber quando procurar um reumatologista. É preciso identificar o motivo de alterações como:

  • vermelhidão, inchaço e calor em região de articulação;
  • rigidez matinal, especialmente ao acordar, em articulações;
  • dores musculares sem causa;
  • dores, inchaço, vermelhidão e inflamação em articulações por longos períodos;
  • dificuldades em movimentar dedos, mãos, ombros, cotovelos, joelhos, quadris e punhos;
  • febre prolongada de origem desconhecida em crianças, assim como lesões na pele e dificuldades para movimentação;
  • fadiga constante, perda de peso e mal-estar;
  • diminuição da flexibilidade da coluna;
  • limitação e movimentos para ações cotidianas.

Ao perceber manifestações como essas, buscar atendimento em uma clínica reumatológica com um profissional especializado é a melhor forma de garantir um diagnóstico correto, assim como tratamento individualizado. 

Além disso, as doenças reumáticas comprometem órgãos vitais, tornando o acompanhamento médico fundamental. Afinal, quanto mais precoce o diagnóstico por realizado, maiores são as chances de um tratamento e controle de sintomas, assim como a remissão em determinados casos.

Como escolher uma clínica reumatológica

Saber quando procurar um reumatologista é essencial. Contudo, buscar atendimento em qualquer local não é a melhor forma de garantir os cuidados necessários. As doenças reumatológicas apresentam diferentes possibilidades de tratamentos modernos e atualizados. 

Por isso, é importante receber atendimento uma clínica reumatológica especializada que ofereça equipamentos de última geração, assim como profissionais capacitados para exames e procedimentos diagnósticos, e terapêuticas avançadas. 

Um ambiente como esse. que possa oferecer alternativas para terapias inovadoras e menos invasivas também é atrativo. Isso porque, tratamentos como esses podem ajudar a desacelerar o desgaste ósseo, muito característico das doenças reumatológicas, estimulando a regeneração e oferecendo alívio dos sintomas. 

Além disso, considerando que o tratamento para doenças reumáticas envolva períodos prolongados, é preciso avaliar a clínica pela equipe. Fique atento a confiança, boa relação com os pacientes e profissionalismo de cada um. Uma clínica com credibilidade deve oferecer atendimento integral e de qualidade multidisciplinar, como forma de solucionar por completo os problemas de seus pacientes. 

Diferenciais da Clínica Croce

Quando procurar um reumatologista, você deve optar por uma clínica que ofereça o melhor atendimento especializado em doenças reumáticas, como a Clínica Croce. Situada na zona oeste de São Paulo, conta com uma equipe de profissionais altamente capacitados e especialistas em reumatologia formados na USP e UNIFESP, além de uma expertise de mais 40 anos em mercado.

Entre seus diferenciais, a Clínica Croce apresenta o tratamento integral do indivíduo, buscando a otimização dos resultados e promoção de um atendimento humanitário. Por esse motivo, possui equipes multidisciplinares que têm como objetivo resolver as necessidades terapêuticas. 

Além disso, a Croce oferece os mais modernos tratamentos do mercado, como infusões medicinais e outras terapias avançadas muito utilizadas em doenças reumatológicas, autoimunes e também oncológicas.

Agora que você já sabe quando procurar um reumatologista, garanta o melhor atendimento e tratamento diferenciado. Faça uma visita à Clínica Croce e conheça o ambiente moderno e seguro disponível para investir na melhora de sua saúde e qualidade de vida.

Que tal começar sua procura por um reumatologista? Inicie agora um atendimento. Teremos grande prazer em ajudar!

Powered by Rock Convert