Saiba o que é a doença gota e como tratá-la

Saiba o que é a doença gota e como tratá-la

2 de julho de 2021 Off Por Editor

Você sabe o que é a doença gota? Ela atinge pessoas que sofrem com taxas elevadas de ácido úrico no sangue e, por esse motivo, acabam desenvolvendo episódios inflamatórios nas articulações de maneira recorrente.

Para entender o que é a doença gota é preciso saber o que é ácido úrico. Essa substância se forma no sangue quando o organismo está processando uma proteína denominada purina. A proteína tem origem no processo de degradação das células mortas, além de estar presente em diversos alimentos.

Quando ocorre alteração no ponto de solubilidade dos fluidos do organismo, pode acontecer a formação de cristais de ácido úrico, causando sua precipitação no espaço sinovial das articulações. 

Considerados corpos estranhos pelo organismo, os cristais causam uma reação inflamatória. Continue a leitura a seguir para saber o que é a doença gota, conhecer suas complicações e as melhores formas de tratá-la!

O que é a doença gota?

Conhecendo o ácido úrico, é mais fácil saber o que é a doença gota. Essa doença é uma forma comum da artrite (inflamação das articulações) que surge em episódios quando o indivíduo apresenta níveis de ácido úrico elevados no sangue.

Em casos em que esses níveis continuam elevados por muito tempo, ocorre a progressiva deposição dos cristais de ácido úrico nas articulações do corpo e, consequentemente, causa a inflamação.

O que causa gota?

Como falamos a cima, a causa da gota são os altos níveis de ácido úrico que causam a inflamação nas articulações. Essa substância produzida no fígado é derivada do metabolismo da purina, composto orgânico que está presente em diferentes alimentos. 

Dessa forma, quanto maior a ingestão de purina, mais ácido úrico será produzido no organismo. Devido à influência do hormônio estrogênio, os níveis de ácido úrico costumam ser menores nas mulheres em idade reprodutiva, visto que esse hormônio potencializa a eliminação do ácido úrico nos rins.

Qual o sintoma da gota?

Sabendo o que é a doença gota, é o momento de conhecer seus sintomas. Durante uma crise, a pessoa que sofre com a doença costuma apresentar dores intensas de maneira repentina em uma ou mais articulações, principalmente no período noturno. 

Isso provavelmente acontece pelo acúmulo de líquido nas articulações durante o dia. Ao sair rapidamente das articulações no período da noite, acaba deixando o ácido úrico, de saída mais lenta, em forma de cristais nas articulações.

A dor se torna progressiva e extrema, particularmente quando a articulação atingida é movimentada ou tocada. Quando inflamada, a articulação incha, se aquece e a pele da região pode se tornar avermelhada ou roxa, além de enrijecer. Outros sintomas que podem estar presentes em uma crise da doença são: febre, taquicardia e calafrios.

o que é a doença gota

O que é crise de gota?

Agora que você sabe o que é a doença gota, é preciso entender suas crises. Elas são caracterizadas por episódios súbitos e severos que ocorrem de tempos em tempos. As articulações são afetadas uma a uma, iniciando geralmente pelo dedo do pé.

Quando não é tratada adequadamente, a crise de gota pode, a longo prazo, levar a graves deformidades pela deposição crônica do ácido úrico nas articulações e pele. Além disso, pode ocorrer a insuficiência renal por acúmulo dos cristais de ácido úrico nos rins.

Com o desaparecimento gradativo dos sintomas, as funções articulares retornam, e nenhum sintoma fica evidente até que aconteça a próxima exacerbação. No entanto, se a doença progredir, as exacerbações que não forem tratadas podem durar por muito mais tempo, acontecendo em maior frequência e afetando diferentes articulações.

Com duração de até 3 semanas, as crises podem causar febre superior a 38,3 ºC, tremores, calafrios e outros sintomas mais graves, como fraqueza, vômito, falta de ar e erupções cutâneas.

Em crises repetidas, a gota pode se tornar ainda mais grave, resultando em uma deformidade articular. Com o passar do tempo, o movimento das articulações se torna restrito, de maneira progressiva. Isso ocorre devido à lesão causada pelo depósito de cristais de ácido úrico nas articulações e tendões.

Tofos

Além de saber o que é a doença gota, você também precisa entender o que são tofos. Os nódulos de cristais de ácido úrico que são rígidos levam esse nome, e se depositam no revestimento, cartilagem das articulações ou ossos próximos às articulações, assim como na pele ao seu redor.

Os tofos podem ser desenvolvidos nos rins e demais órgãos, da mesma forma que nas regiões abaixo da pele das orelhas. Normalmente, esses nódulos se desenvolvem nos dedos, mãos, pés e tendões rígidos que se expandem dos músculos da panturrilha ao calcanhar ou ao redor de cotovelos.

Quando não tratados, os tofos que estão dentro ou ao redor da articulação podem se romper, liberando massas calcárias de cristais de ácido úrico na pele e causando deformações nas articulações, assim como a osteoartrite.

Como tratar gota?

O tratamento da gota é dividido em duas fases: durante as crises e a profilaxia das crises. Durante os episódios de crise, a pessoa que sofre com a doença costuma realizar o tratamento com anti-inflamatórios comuns, corticoides e colchicina, sempre por meio de prescrição médica.

Em doses baixas, a colchicina é menos tóxica que os outros medicamentos, e ajuda no controle eficaz do que é a doença gota. Contudo, pode causar efeitos colaterais desagradáveis, como diarreia, náuseas e vômito. Tais efeitos adversos estão relacionados às doses usadas. Por isso, quanto menor a dose, menores serão os efeitos.

Um medicamento que deve ser evitado sempre que possível por pessoas que sofrem com gota é a aspirina (ácido acetilsalicílico). Ainda que tenha efeito anti-inflamatório, o medicamento reduz a excreção do ácido úrico pelos rins.

O que é bom para gota?

Agora que você sabe o que é a doença gota, quais seus sintomas, como funcionam as crises e como tratar, é preciso falarmos sobre o que uma pessoa com gota pode ou não consumir.

É indicado para pessoas que vivem com a doença aumentar o consumo de água para ajudar a eliminar o ácido úrico do organismo. Da mesma forma, adotar uma alimentação que contribua para diminuir o excesso de ácido úrico no organismo, e evitar certos alimentos que podem ser nocivos, como veremos adiante.

O que não se pode comer quando se tem gota?

As pessoas que convivem com essa doença reumática devem evitar a ingestão de embutidos, como o presunto e a salsicha, assim como de bebidas alcoólicas, frutos do mar, peixes gordurosos, como salmão e bacalhau, ervilha, aspargos, cogumelos e couve-flor. Estes são alimentos ricos em purina e contribuem para a retenção de ácidos no corpo. Além deles, outros que também devem ser evitados por pessoas que sofrem com gota, são:

  • Carnes como bacon, porco, coelho, carneiro e miúdos (fígado, coração e língua);
  • Peixes e frutos do mar, como a sardinha, truta, bacalhau, ovas de peixe, caviar, marisco, lagosta, caranguejo ostra e camarão;
  • Aves como peru, ganso, frango e pato;
  • Leguminosas, como feijão, grão-de-bico, ervilha, lentilha e espinafre.

Alguns alimentos contêm purina em baixa quantidade e, por isso, podem ser ingeridos em menor quantidade. Entre eles, estão o leite, chá, café, chocolate, queijo amarelo magro, ovo cozido, cereais como pão, macarrão, fubá, batata, arroz branco, milho, mandioca, sagu, vegetais (couve, repolho, alface, acelga e agrião), frutos secos, doces e frutas (que não sejam ácidas).

Alimentos que ajudam a controlar o ácido úrico no organismo

Assim como evitar alimentos com grande quantidade de purina, a dieta da pessoa com gota deve ser rica em alimentos que contribuam para controlar o ácido úrico no organismo. Veja a seguir, os principais, que devem fazer parte das refeições desses indivíduos.

Alcachofra

o que é a doença gota

 A alcachofra é considerada uma das melhores verduras para ajudar na eliminação de toxinas. Altamente diuréticas, elas evitam a retenção de líquidos no corpo. Além disso, são ricas em minerais, vitaminas e antioxidantes, e possuem fibras, proteínas e ácidos graxos, utilizados como fontes de energia. Para consumir a alcachofra, basta fervê-la e servi-la temperada. Seu caldo também é benéfico à saúde, por isso, pode ser tomado à vontade.

Cenoura

A cenoura é outra verdura que não pode faltar na dieta de quem precisa eliminar o ácido úrico no organismo. Com efeito alcalinizante, ou seja, que ajuda a retirar purinas e cristais das articulações, a cenoura deve ser consumida crua ou cozida, ou mesmo em sucos, combinada com ingredientes como laranja e beterraba.

Laranja 

A laranja é uma fruta rica em vitamina C e também age na redução dos cristais de ácido úrico no sangue. Seu suco ajuda a dissolver as pedras e contribui para que as articulações voltem ao normal.

Limão

O limão é muito indicado para tratamentos de desintoxicação do organismo. Consumir o suco puro de limão durante um período consecutivo pode ajudar significativamente nos resultados. Ainda que seja considerada uma fruta ácida, ao chegar ao estômago ele se torna alcalina, ajudando a combater a acidez sanguínea.

Café

Alguns estudos buscam associar a principal substância responsável por eliminar o ácido úrico do corpo. Entretanto, o que se sabe até o momento é que as pessoas que tomam café apresentam menores índices de ácido no corpo. Ainda não se tem um resultado consistente sobre o que causa esse efeito. Contudo, pessoas com restrições ao café ou cafeína, devem continuar evitando o consumo dessa bebida.

Cebola

Como muitos dos alimentos já citados, a cebola tem como papel no organismo desintoxicante, contribuindo para diminuir a hiperuricemia e baixar os triglicerídeos. Por isso, é importante que pessoas que sofram com gota consumam a cebola diariamente. O ideal é fervê-la até que fique macia e então, separar a água que sobrar, despejando-a em um recipiente com suco de limão, tomando duas xícaras desse líquido por dia.

Alho

Da mesma forma que a cebola, o alho ajuda na redução do colesterol, da pressão arterial e das taxas de ácido úrico. Para seu consumo, o indicado é amassar dentes de alho e colocá-los em um copo de água por cerca de 6 horas. Após esse período, basta coar e tomar a mistura algumas vezes ao dia.

Sementes de abóbora

Um dos vegetais mais diuréticos existentes é a abóbora. É por meio da produção de urina que ela ajuda a eliminar os altos níveis de ácido úrico. Para incluí-la na alimentação, pode-se fazer vegetal cozido ou assado. O importante é não descartar as sementes, afinal, são ainda mais poderosas no tratamento do que é a doença da gota.

Como curar a doença gota?

A gota é uma doença que não apresenta cura definitiva. Por isso, o tratamento tem como objetivo ajudar o indivíduo a lidar com a dor e a inflamação causada. Medicamentos e mudanças de comportamento, como aumentar a ingestão de líquidos, fazem parte das indicações.

Ao perceber as manifestações, é recomendado buscar atendimento em uma clínica de reumatologia. Para evitar as maiores complicações e saber o que é a doença gota, é realmente importante buscar auxílio especializado assim que perceber a manifestação de sintomas incomuns.

Como escolher sua clínica de reumatologia?

Como vimos, ao perceber os possíveis sintomas de uma doença reumática como a gota, é preciso agir rapidamente. No entanto, isso não quer dizer buscar tratamento em qualquer local sem ter a certeza de tratar-se da melhor clínica de reumatologia para as suas necessidades.

Esse tipo de doença apresenta diversas nuances e possibilidades de tratamento que uma clínica moderna, atualizada e com equipamentos de última geração, estará habilitada a prover. 

Ainda, capacidade de realizar exames e procedimentos diagnósticos, exames laboratoriais e terapêuticos deve fazer parte do rol de serviços da clínica. Outro ponto a ser considerado no momento de escolher sua clínica de reumatologia é que as doenças reumáticas costumam exigir tratamentos de duração prolongada. 

Portanto, é preciso escolher uma clínica com profissionais de confiança, que sejam capazes de desenvolver uma boa relação com o paciente e seus familiares, que atuem eficientemente na educação dos enfermos, fornecendo valiosas informações sobre como conviver com uma doença reumática crônica e ter mais qualidade de vida. Ainda, buscar uma clínica que ofereça alternativas terapêuticas inovadoras e menos invasivas, como os medicamentos imunológicos por meio de infusões, é uma boa escolha. 

Estes tratamentos, que envolvem recursos modernos que ajudam a desacelerar as crises e complicações que possam surgir, como as deformidades, estimulam a regeneração dos ossos, além de oferecer um alívio significativo dos incômodos sintomas.

Por fim, também é crucial optar por uma clínica de reumatologia que tenha boa credibilidade junto ao mercado e à comunidade. Ela deve oferecer um atendimento integral e multidisciplinar ao paciente, de modo a prover uma solução mais completa e eficiente ao seu problema, melhorando a sua qualidade de vida.

Diferenciais da Clínica Croce

A Clínica Croce, localizada na zona oeste de São Paulo, é também uma clínica de reumatologia, com médicos reumatologias altamente capacitados, especialistas da USP e UNIFESP, e com expertise de mais de 40 anos de atuação.

Sabemos que a sua saúde não pode ser fragmentada. Por isso, na Croce você não terá à disposição apenas o especialista em reumatologia, mas uma equipe multidisciplinar para atender integralmente suas necessidades de tratamento.

O atendimento humanizado faz toda a diferença, sobretudo em tratamentos prolongados como é o caso dos reumatológicos. E toda a equipa da Croce sabe disso: desde a recepção até o corpo clínico, nossos profissionais estão prontos para interagir empaticamente com os pacientes.

Ainda, na Clínica Croce você encontrará as opções mais modernas para tratamento, incluindo as infusões medicamentosas para todas as doenças reumáticas, como a gota e também o lúpus eritematoso sistêmico, a artrite reumatoide e a artrite psoriásica.

Esse recurso consiste, basicamente, na aplicação de medicamentos por via intravenosa, subcutânea e intramuscular, oferecendo um atendimento mais prático ao paciente, que, logo após a aplicação, estará já liberado para retomar seus afazeres de costume (salvo casos especiais). 

Cabe salientar que essa tem se mostrado a opção mais viável e eficiente, sobretudo em casos de doenças reumáticas moderadas ou graves e que não demonstram boa resposta ao tratamento mais convencional.

E outra boa notícia é que tudo isso está à sua disposição de forma facilitada, pois trabalhamos com diversos planos de saúde, incluindo Bradesco Saúde, Plano de Saúde Itaú, Mediservice, Porto Seguro Saúde, SulAmérica Saúde e Convênio ABMED.

Desse modo, se você está em busca das melhores soluções e do melhor atendimento para problemas reumáticos como a gota em um ambiente seguro e moderno, não deixe de fazer uma visita à Clínica Croce.

Na leitura de hoje você entendeu um pouco mais sobre o que é a doença gota, suas possíveis complicações, sintomas e formas de tratamento. Não deixe sua saúde de lado nem mesmo durante o período de isolamento social. Busque uma clínica especializada e faça uma consulta para garantir o melhor tratamento para sua enfermidade.

Identificou algum dos sintomas da gota? Então, faça já seu agendamento conosco! Ainda que a Clínica Croce esteja localizada em São Paulo, por meio da telemedicina você pode ser atendido em qualquer lugar, de forma online!