O sistema imunológico e as alergias

Alergia é toda reação exagerada das defesas do organismo contra agentes que, a princípio, não deveriam fazer mal, como, por exemplo, os ácaros (organismos extremamente pequenos, visíveis apenas por um microscópio, mas que podem causar grandes transtornos para a saúde), presentes na poeira dentro de casa.
“A alergia já atinge cerca de 35% da população em geral e, em mais algumas décadas, o problema deverá atingir cerca de 50% da população brasileira e mundial”, alerta o médico alergista e imunologista Dr. Fábio F. Morato Castro, diretor da Clínica Croce.

Em entrevista ao Saúde em Foco, o especialista explica em quais casos há associação entre as alergias e a baixa imunidade e dá dicas de como manter o organismo forte.

Saúde em Foco – Há uma associação direta entre as alergias e a baixa imunidade no organismo?
Dr. Fábio – As alergias não estão diretamente relacionadas à imunidade baixa, entretanto, em algumas situações, podem ser importantes comorbidades. As alergias mais frequentes são a rinite alérgica e urticárias. No verão, as alergias a venenos de insetos, alergias de contato a cosméticos, alergias a alimentos e corantes, e as urticárias são bastante frequentes. Uma pessoa que apresente, por exemplo, asma, se estiver debilitada, com a imunidade baixa pode apresentar infecções respiratórias que complicam o quadro de asma”, explica o especialista.

Saúde em Foco – O mesmo vale em relação à rinite alérgica e sinusites infecciosas?
Dr. Fábio – Sim e vale ressaltar,ainda, que as rinites alérgicas (que atingem cerca de 25% a 30% da população brasileira) são frequentemente confundidas com gripes e resfriados, levando à falsa impressão que a pessoa apresenta uma deficiência imunológica.

Saúde em foco – Quais as dicas para se manter o organismo forte?
Dr. Fábio – A receita é simples: manter uma boa alimentação, hidratação, descanso e uma dose adequada de exercícios físicos. Ao contrário, o estresse excessivo, cansaço, má alimentação e hidratação insuficiente levam a uma chance maior de infecções e piora dos quadros alérgicos.

Compartilhe