ENDOCRINOLOGIA

Osteoporose, hiperparatiroidismo, osteogenesisimperfecta, osteomalacea e raquitismo, displasias ósseas, doença de Paget, hipertensão artéria sistêmica, obesidade, distúrbios do colesterol (dislipemias), hipotireoidismo, hipertireoidismo, diabetes mellitus, distúrbios do crescimento e desenvolvimento, alterações menstruais, climatério, dentre outras disfunções hormonais e esqueléticas.

A osteoporose não é uma prerrogativa feminina. Os homens têm chance igual de sofrer a doença.

A probabilidade de o homem morrer após fratura no quadril é maior do que a mulher. Mas é necessário deixar claro que não é por causa da fratura em si que o indivíduo morre, mas sim porque ele fica acamado, tem trombose, pneumonia, e outras complicações. A fratura desencadeia uma série de problemas de saúde, que acaba levando a morte.

A mortalidade até seis meses depois de uma fratura de quadril atinge 23% dos indivíduos. No universo masculino, o grupo de risco para a osteoporose em homens é acima de 70 anos. Geralmente, reage pior quando há fratura do quadril, por estar com a saúde mais frágil do que as mulheres dessa mesma faixa etária.

A Vitamina D, na verdade, é um hormônio. A falta dela prejudica a saúde, principalmente de idosos. A ausência dessa vitamina em pessoas que entraram na terceira idade ocasiona perda de força muscular, das funções nos ossos e a diminuição do aproveitamento do cálcio que existem nos alimentos.

De acordo com um estudo realizado em São Paulo, pela Escola Paulista de Medicina, 40% da população acima de 65 anos sofrem com a carência de vitamina D.

É por meio da exposição ao sol que o organismo produz naturalmente a vitamina D. Outra fonte de extração é na alimentação, baseada em peixes de água fria criados de forma selvagem, tais como bacalhau e salmão. Isso porque os peixes criados em cativeiro não fornecem a mesma quantidade necessária de vitamina D que o organismo necessita.

Como esses alimentos não fazem parte do cardápio da maioria dos brasileiros, muitas vezes, o paciente deve recorrer ao especialista para receber a orientação correta de quais suplementos necessitará.

Manter uma dieta rica em cálcio, ingestão de vitamina D, exercícios físicos para fortalecer os ossos, abolir o consumo excessivo do álcool , do cigarro e fazer exames preventivos.