Quando homens devem procurar um endocrinologista?

Quando homens devem procurar um endocrinologista?

3 de abril de 2020 0 Por admin

De acordo com a Coordenação do Curso de Endocrinologia e Metabologia da USP, é cada vez maior o crescimento de homens com diabetes no Brasil. Conforme o passar da idade, a incidência do diabetes aumentou em um público antes não tão atingido. Acima de 40 anos, homens devem procurar um endocrinologista duas vezes ao ano, a fim de realizar exames e monitorar seu metabolismo.

Contudo, nem sempre isso acontece, pois, a população masculina apresenta grande resistência em procurar assistência médica preventiva por medo, vergonha ou falta de tempo, fatores que resultam em diagnósticos tardios e complicados na maior parte dos casos. Na leitura de hoje, vamos conhecer quando homens devem procurar um endocrinologista e evitar problemas graves de saúde. Confira!

O que é endocrinologia?

A endocrinologia é a especialização médica que cuida do funcionamento de glândulas responsáveis pela produção e secreção de diversos hormônios no organismo. Além disso, estuda alterações metabólicas e distúrbios decorrentes do excesso ou deficiência hormonal.

De origem grega, seu nome significa secreção interna, referindo-se à liberação dos hormônios no organismo. Responsáveis pela produção destes hormônios estão as glândulas tireóide, hipófise, supra-renais, paratireoides, gônadas, pâncreas e hipotálamo. 

O que faz o endocrinologista?

A função do médico especializado em endocrinologia é investigar, tratar e acompanhar os pacientes que apresentam alguma patologia provocada por desordem hormonal, ou alteração metabólica.

Tais desordens podem ocorrer por diversos fatores, entre eles, genética, estilo de vida, e ambientais, como substâncias químicas presentes no dia a dia, conhecidas como desreguladores endócrinos capazes de interferir na ação dos hormônios. Essas substâncias podem ser encontradas em pesticidas, alimentos enlatados, água potável, embalagens plásticas, e até poeira.

Os distúrbios endócrinos podem ser divididos em 3 grupos: doenças causadas por deficiência hormonal, doenças causadas por níveis hormonais excessivos, e doenças causadas pelo desenvolvimento de tumores, sejam eles benignos ou malignos, em glândulas endócrinas.

No Brasil, a área de endocrinologia se fortaleceu no inícios dos anos 50 com o surgimento da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). Com o passar dos anos, os profissionais dessa área se tornaram cada vez mais solicitados devido ao aumento da identificação de doenças hormonais.

Em especial, a obesidade se tornou uma das patologias mais tratadas pelos endocrinologistas, com o aumento da população obesa do país. Nos últimos 10 anos, a obesidade aumento em 60% de acordo com o Ministério da Saúde, ou seja, mais da metade da população do Brasil encontra-se acima do peso, fator relacionado ao sedentarismo, alimentação inadequada, e influências sociais e comportamentais.

Quando homens devem procurar um endocrinologista?

Assim como as mulheres, homens devem procurar um endocrinologista diante de qualquer sintoma que possa indicar a presença de alguma doença endócrina, incluindo problemas na tireoide, diabetes, obesidade, colesterol ou triglicérides elevado, crescimento anormal (excessivo ou deficiente), osteoporose, entre outras condições. Os sintomas dos distúrbios endócrinos são variados, e envolvem sintomas que podem incluir:

  • cansaço;
  • ganho ou perda de peso;
  • esquecimento;
  • mudança dos hábitos intestinais;
  • queda capilar;
  • palpitações;
  • sede;
  • aumento na vontade de urinar;
  • alterações visuais;
  • perda de sensibilidade ou aparecimento de feridas nos pés, entre outros.

Devido a extensão de sua área de atuação, o endocrinologista pode ser indicado para diferentes casos. Conheça a seguir, situações em que homens devem procurar um endocrinologista.

Andropausa

Os níveis de testosterona variam muito entre homens, com indivíduos de mais idade apresentando níveis mais baixos comparados a homens mais jovens. Diferente da queda abrupta que ocorre com as mulheres ao entrarem na menopausa, os níveis de testosterona nos homens diminuem gradualmente ao longo da vida adulta, com queda de cerca de 1% ao ano, depois dos 30. 

A percepção clínica hormonal dessa variação de hormônios é diferentes para cada um, enquanto alguns permanecem sem apresentar sintomas, outros podem notar em seu dia a dia cansaço, redução de força muscular, depressão e disfunção sexual. Homens devem procurar um endocrinologista diante de casos como este, para realizar a investigação da causa e iniciar tratamento de reposição hormonal quando indicado.

Diabetes

A presença de fatores de risco para o diabetes, como alterações da glicose sanguínea, histórico familiar, obesidade, associados a alterações em níveis de colesterol e hipertensão arterial, são indicativos que homens devem procurar um endocrinologista.

Sabendo que alterações metabólicas poderão resultar no desenvolvimento do diabetes, seu diagnóstico pode ser feito de forma precoce atualmente. Quanto antes implantadas as medidas preventivas, melhores as chances de evitar sérios riscos à saúde. Os sintomas típicos do diabetes, são:

  • aumento do apetite;
  • emagrecimento;
  • sede constante;
  • aumento da vontade de urinar;
  • fraqueza;
  • alterações visuais;
  • mudança de humor.

Contudo, não é preciso esperar o surgimento dos sintomas para realizar o diagnóstico, já que, seu aparecimento ocorre quando a doença está em um período de descompensação. Na presença de qualquer um destes sinais, é indicado procurar um especialista para iniciar a investigação e tratamento.

Problemas de crescimento e puberdade

Os problemas no crescimento, como alta ou baixa estatura, podem ser causados por distúrbios na glândula hipófise, quando a produção do hormônio de crescimento está desregulada.

Powered by Rock Convert

O acompanhamento médico periódico permite a observação dos padrões adequados de crescimento em crianças e adolescentes, com diagnósticos adequados. Nem sempre a causa dos problemas de crescimento podem ser hormonais. Em alguns casos, fatores genéticos e nutricionais podem estar presentes. 

Contudo, procurar um especialista é a melhor forma de diagnosticar precocemente tais problemas, assim como o tratamento de outros fatores que podem estar presentes na puberdade, como a pubarca (crescimento precoce de pelos pubianos) e telarca (desenvolvimento de mamas).

Doenças da hipófise

Outros problemas, geralmente benignos, que estão associados à deficiência ou excesso de hormônios são os tumores hipofisários. Homens devem procurar um endocrinologista ao observar os seguintes sintomas: 

  • mudanças faciais;
  • dores de cabeça;
  •  problemas de visão;
  • crescimento de pés e mãos, entre outros. 

Obesidade

A obesidade é uma condição muito preocupante na área da saúde devido seus fatores de risco para o desenvolvimento de outros problemas, como o diabetes, problemas cardiovasculares, ortopédicos, e mesmo para o câncer. 

A dificuldade de perder peso nem sempre está relacionada somente aos hábitos de vida do indivíduo, como alimentação inadequada e sedentarismo. Alguns pacientes também enfrentam problemas hormonais que podem interferir nesse processo. 

No entanto, com uma avaliação clínica completa, o endocrinologista solicitará exames laboratoriais que possam investigar disfunções que estejam contribuindo para o ganho de peso do homem e também complicações decorrentes da obesidade, como alterações nos níveis sanguíneos de colesterol e glicose, esteatose hepática (gordura no fígado), colelitíase (pedras na vesícula biliar), e outras.

Distúrbios da glândula supra-renal

Vários sintomas podem indicar quando homens devem procurar um endocrinologista. Entre os que denunciam a presença de um distúrbio na glândula supra-renal, podem ser observados pelos excessivos, variações no peso, puberdade precoce, pressão alta ou então baixa, escurecimento da pele, e outros. Por isso, é importante ao identificar algum desses sintomas, procurar um especialista.

Distúrbios de tireoide

Glândula localizada na região do pescoço e responsável pela produção dos hormônios T3 e T4, a tireoide é importante para diversas funções do organismo do homem. Quando algo não está funcionando corretamente com a tireoide, os seguintes sintomas são apresentados pelo corpo:

  • insônia ou sono excessivo;
  • nódulos no pescoço;
  • coração acelerado;
  • nervosismo;
  • sensação de frio ou calor;
  • intestino irregular;
  • ganho ou perda excessiva de peso.

Para os casos de hipotireoidismo, o metabolismo se torna mais lento que o normal, tornando presente no paciente alterações como sonolência, cansaço, dificuldade para perder peso, cabelos e unhas fracas, raciocínio prejudicado e até infertilidade.

O contrário dessa condição também não é bom. Quando a tireoide trabalha em excesso, condição chamada de hipertireoidismo, o paciente pode apresentar alterações como calor e transpiração excessiva, fraqueza muscular, perda de peso, diarreia, batimentos cardíacos acelerados, irritabilidade e outros sinais que podem muitas vezes indicar problemas cardíacos. 

Ao perceber esses sintomas, homens devem procurar um endocrinologista para que, por meio de exames, possa ser confirmada ou descartada a hipótese dos problemas serem causados pela glândula tireoide. Além disso, a presença de nódulos presentes na tireoide tem se tornado cada vez mais frequente, sendo indispensável uma avaliação e acompanhamento pelo especialista.

Analisar os fatores clínicos associados a características dos nódulos ao exame, podem dar dicas em relação à natureza do nódulo em questão, sendo benigno ou maligno. Isso permite que muitas punções diagnósticas e mesmo cirurgias desnecessárias possam ser evitadas.

Osteoporose

A osteoporose é uma doença que acaba muitas vezes sendo diagnosticada tardiamente na população masculina por ser mais frequente em mulheres. No entanto, esse tipo de alteração na qualidade óssea, tornando os ossos mais frágeis, pode afetar um em cada quatro homens após os 50 anos.

Em geral, a osteoporose masculina está relacionada à deficiência de testosterona e envelhecimento, por esse motivo, homens devem procurar um endocrinologista para realizar a investigação sobre os fatores que podem provocar a osteoporose, como distúrbios hormonais, histórico familiar, tratamento contra câncer de próstata, uso prolongado de corticoides, tabagismo, sedentarismo, consumo de álcool, e outros.

Baixa libido

A diminuição da libido no homem pode ser sintoma de problemas psicológicos, como depressão, ansiedade, uso de medicamentos, hipotireoidismo, aumento da prolactina, ou baixa concentração de testosterona no sangue.

Além de alterações hormonais, psicológicos e problemas de relacionamento, algumas outras patologias podem interferir na libido masculina. Por isso, homens devem procurar um endocrinologista ao perceber os primeiros sinais da queda da libido. 

A visita a um especialista que possa investigar doenças e problemas relacionados à questões endócrinas é fundamental. Seja em qualquer idade, homens devem procurar um endocrinologista assim como as mulheres, a fim de minimizar prejuízos na saúde e obter tratamento precoce, melhorando sua qualidade de vida.


Estas informações foram úteis para você? Então, veja também as principais doenças tratadas pelo endocrinologista!

Powered by Rock Convert