O que é infusão de medicamentos?

O que é infusão de medicamentos?

9 de setembro de 2019 0 Por admin

Compreender o que é infusão de medicamentos é importante no momento atual da medicina. Afinal, essa técnica é uma das principais tendências contemporâneas para se lidar com doenças de forma mais humanizada e com efeitos colaterais menos nocivos.

O aumento da expectativa de vida da população deu espaço para novas opções de tratamentos que tenham como objetivo garantir a qualidade, segurança e bem-estar. Nesse contexto, a infusão medicinal surge como uma boa opção para diferentes propósitos, tais como a administração de medicamentos, de soros, nutrição ou reposição volêmica – reposição do sangue que circula pelo corpo.

A modalidade, que consiste na aplicação direta de fluidos em uma veia, por meio de uma agulha ou de um cateter esterilizado, já é comumente administrada em pacientes que ficam doentes a ponto de não conseguirem tomar um remédio via oral. Além disso, nos casos em que a medicação não pode ser ingerida, pois os ácidos estomacais podem destruí-la, a infusão é a forma mais assertiva de introduzir no corpo o medicamento e realizar um tratamento eficaz e menos desgastante ao paciente.

Neste artigo, vamos falar mais sobre o que é infusão de medicamentos, quais são as principais características do tratamento e explicar o porquê de tal técnica, em muitos casos, conseguir resultados melhores do que aqueles obtidos por meio dos tratamentos mais convencionais. Acompanhe!

Infusão de medicamentos é a mesma coisa que infusão culinária?

Antes de elencarmos as características da infusão de medicamentos, é preciso fazer uma distinção importante. Certamente, o termo infusão já lhe seja familiar, certo? Mas em qual contexto? É comum que as associações sejam feitas com bebidas, como chás e café, utilizadas para, entre outras coisas, auxiliar no tratamento de problemas como gripes e dores de cabeça, por exemplo.

De fato, as primeiras respostas obtidas ao pesquisar esse tema na internet ou mesmo consultar amigos e familiares possivelmente serão sobre esse tipo de conteúdo. Esse entendimento não está equivocado, mas é importante saber que o termo é utilizado em diferentes contextos.

Embora o uso de folhas, ervas, raízes e sementes na infusão seja bastante popular para o alívio de certos males, ele não tem relação direta com a infusão na medicina, que consiste na administração de medicamentos intravenosos ou subcutâneos em pacientes, a fim de viabilizar e otimizar os seus tratamentos de saúde.

Como a infusão de medicamentos surgiu?

A descoberta da corrente sanguínea resultou em uma série de novas possibilidades no campo das ciências biológicas. No século XVI, foi constatado que era possível injetar fluidos em uma veia com o objetivo de tratar determinadas doenças. Entretanto, na época não havia muitos recursos e cuidados com a higiene, fatores esses que, somados à falta de conhecimento científico mais aprofundado, tornavam a popularidade da técnica consideravelmente baixa.

Com o passar dos anos e o desenrolar das principais guerras mundiais, a infusão de medicamentos ganhou notoriedade e passou a ser vista como uma terapia bastante eficaz.

Nesse sentido, o tempo trouxe diversas evoluções para a medicina. Os cateteres flexíveis de curta ou longa permanência são resultados desses avanços, trazendo mais facilidade para a administração de medicamentos, praticidade à fixação, mobilidade do paciente durante o processo de infusão e baixo risco de infiltração.

O progresso das terapias viabiliza para os pacientes receberem tratamentos mais ágeis, seguros, modernos e assertivos para diferentes patologias. Isso tudo é resultado de estudos e pesquisas desenvolvidos em múltiplas áreas, tais como engenharia, química e microbiologia, que seguem em constante evolução e transformação para desenvolver cada vez mais alternativas para esse ramo de conhecimento.

Toda essa evolução possibilitou que a infusão de medicamentos se tornasse uma terapia estabelecida para o tratamento de diferentes doenças e alívio de muitas condições, como as doenças crônicas, por exemplo.

Hoje, os pacientes já podem receber fluídos por via intravenosa em volumes muito pequenos e em taxas precisamente programadas ou em intervalos automatizados em ambientes seguros e confortáveis e com o auxílio de profissionais extremamente capacitados.

Afinal, o que é infusão de medicamentos?

Como já falamos, a infusão de medicamentos consiste no tratamento de um paciente por meio de soluções ministradas de forma intravenosa, com o objetivo de proporcionar uma melhora no seu quadro ou contribuir para a cura da sua enfermidade.

Como a técnica possibilita uma administração de medicamentos rápida, eficiente e confortável, para muitos pacientes, a terapia tem sido vista como uma divisora de águas. 

Essa modalidade terapêutica apresenta cada vez mais novidades e é aplicada para o tratamento de diversos tipos de patologias. Quadros de cancros, doenças do trato gastrointestinal, desidratação causada por náuseas, vômitos, diarreias, doença de Crohn, entre muitas outras podem ser tratados via infusão de medicamentos.

Desse modo, pacientes de diferentes áreas da medicina, incluindo a reumatologia, a infectologia, a gastroenterologia, a dermatologia e muitas outras, se beneficiam com a infusão de medicamentos. Os tratamentos imunobiológicos por meio da infusão, inclusive, são uma das principais tendências da medicina moderna e deve contar com diversas novidades e avanços nos próximos anos.

Quais são as principais características da infusão de medicamentos?

A infusão de medicamentos consiste na aplicação de medicamentos por via intravenosa, subcutânea e intramuscular para aliviar e lidar com diversas condições. Mas sua principal característica está no fato de que as infusões medicinais são fornecidas de acordo com as características de cada paciente, respeitando as suas necessidades e as taxas, os volumes e os intervalos prescritos.

Ainda, a possibilidade de programação do tratamento traz mais segurança ao processo, já que ele torna viável o preciso controle sobre a dosagem e a velocidade necessária para que o medicamento alcance a corrente sanguínea.

A infusão de medicamentos é usada tanto em casos de emergências, devido à agilidade da administração das drogas quando comparada a dos remédios orais, quanto nos quadros em que o indivíduo deve receber os medicamentos de forma lenta e contínua. 

Além disso, o gotejamento realizado por meio de uma bomba de infusão é uma boa alternativa para os pacientes que têm a necessidade de receber os fármacos de forma controlada durante um longo período de tempo.

As principais características da técnica são, portanto, a sua versatilidade, segurança, agilidade, conforto e modernidade.

Powered by Rock Convert

Por que a infusão de medicamentos é uma das evoluções mais importantes na medicina atual?

Mudanças significativas têm ocorrido nas diferentes áreas de conhecimento da medicina a partir da incorporação de novas tecnologias e metodologias de trabalho. Atualmente, os profissionais da área da saúde dispõem de uma série de recursos que podem contribuir ativamente para uma prática mais segura, humanizada e de qualidade para o tratamento dos seus pacientes.

Por isso, entender o que é infusão de medicamentos é fundamental no momento atual. Hoje, uma das principais tendências da medicina é o tratamento imunobiológico por meio da infusão. Essa é uma forma bastante assertiva e moderna para lidar com as doenças autoimunes, já que os medicamentos utilizados com esse objetivo são feitos a partir de células vivas, ao contrário do que ocorre com os remédios tradicionais, que são produzidos via síntese química.

Atualmente, as doenças autoimunes atingem um percentual bastante significativo da população global e representam um problema considerável que pode levar a casos de morbidade e mortalidade. Esse contexto pede por inovações e alternativas que combatam as enfermidades e favoreçam uma melhor qualidade de vida dos pacientes.

Como a administração da infusão de medicamentos ocorre, basicamente, por via endovenosa ou subcutânea, esses recursos ajudam a melhorar os sintomas e a incidência das manifestações crônicas das patologias que atacam o organismo dos pacientes, ao invés de protegê-lo.

Por tudo isso, a infusão de medicamentos é uma das principais apostas dos corpos médicos e representa uma grande esperança para os pacientes que necessitam de tratamento oncológico ou de enfermidades autoimunes, com a artrite reumatoide, por exemplo.

É importante ressaltar que existem diversos fármacos em processo de aprovação, o que colabora para que a infusão de medicamentos seja uma das principais tendências da medicina devido ao leque de patologias que podem ser tratadas de modo eficiente por meio dela. Ao serem disponibilizados ao público após os testes e trâmites legais terminarem, estes novos remédios prometem revolucionar o tratamento de muitas doenças.

Quais os tipos de infusão de medicamentos em relação ao tempo de administração dos recursos?

Como vimos, essa prática medicamentosa é bastante flexível para acompanhar as necessidades de cada paciente. Um dos fatores que caracterizam a técnica é o tempo de administração necessário para infusão. O médico responsável fará a opção mais adequada, levando em consideração o perfil do seu paciente, as necessidades do seu tratamento e o seu quadro de saúde. Conheça, a seguir, os tipos de infusão existentes em relação ao tempo de administração do medicamento:

  • Infusão em bolus: o medicamento é aplicado diretamente na veia do paciente em um tempo menor ou igual a um minuto.
  • Infusão rápida: aqui, a aplicação do medicamento varia entre um e trinta minutos.
  • Infusão lenta: nessa modalidade, a aplicação ocorre em um intervalo entre trinta e sessenta minutos.
  • Infusão contínua: essa prática de aplicação de medicamento ocorre em tempo superior a sessenta minutos e sem interrupções.
  • Infusão intermitente: nesse caso, o medicamento é aplicado em período superior a sessenta minutos, no entanto, apresentando interrupções.

Quais são as doenças que podem ser tratadas com a infusão de medicamentos?

Ao pensarmos a respeito de o que é infusão de medicamentos, é comum lembrarmos de que a técnica é utilizada para o tratamento de quadros de desidratação. Entretanto, a utilização dessa modalidade de terapia é muito mais vasta e versátil, e inclui a administração de diferentes soluções e compostos, como antibióticos, vitaminas e antivirais.

A técnica pode trazer bons resultados tanto para condições não crônicas quanto para os quadros mais graves – como cânceres e insuficiência cardíaca, por exemplo.

A aplicação de medicamentos por via intravenosa, subcutânea e intramuscular pode ser realizada para o tratamento da doença de Crohn, hemofilia, deficiências imunológicas, doenças autoimunes, esclerose múltipla, asma, alergias, doenças do trato gastrointestinal, entre muitas outras.

Quais medicamentos são comumente administrados por meio da infusão?

A gama de doenças que podem ser tratadas por meio da infusão de medicamentos cresceu significativamente nos últimos anos. Isso ocorreu em virtude dos avanços tecnológicos da medicina que proporcionaram uma variedade maior de soluções que podem ser ministradas de forma intravenosa para tratar diferentes condições, promovendo assim um tratamento mais humanitário.

A lista de medicamentos que são comumente administrados por meio de infusões medicinais inclui:

  • Abatacepte (Orencia®): indicada para artrite reumatoide (AR) moderada a grave e artrite idiopática juvenil (AIJ);
  • Ácido Zoledrônico (Aclasta®, Blaztere® e Zometa): para metástases ósseas e prevenção da perda óssea decorrente do tratamento antineoplásico à base de hormônios em pacientes com câncer de próstata ou câncer de mama;
  • Adalimumabe (Humira®): para artrite reumatoide, artrite psoriásica, espondilite anquilosante, doença de Crohn e psoríase;
  • Belimumabe (Benlysta®): para lúpus eritematoso sistêmico (LES) ativo;
  • Canaquinumabe (Ilaris®): para a Síndrome Periódica Associada ao Receptor do Fator de Necrose Tumoral (TRAPS) e a Síndrome da Hiperimunoglobulinemia D;
  • Certolizumabepegol (Cimzia®): para doença de Crohn, artrite reumatoide, artrite psoriásica, espondiloartrite axial e espondilite anquilosante (EA).
  • Denosumabe (Prolia®, Xgeva®): para osteoporose pós-menopáusica, perda óssea em pacientes submetidos à ablação hormonal contra câncer e osteoporose masculina;
  • Densis: também para osteoporose em mulheres na pós-menopausa e para estimular o aumento da densidade óssea;
  • Dupilumab (Dupixent®): para dermatite atópica.
  • Ferro injetável (Noripurum®, Ferinject®): para anemias ferropênicas graves.
  • HIDS: para deficiência da mevalonato quinase (MKD) e febre familiar do mediterrâneo (FMF);
  • Ibandronato de Sódio (Bonviva®): indicado para o tratamento da osteoporose;
  • Infliximabe (Remicade®): para artrite reumatoide, espondilite anquilosante, artrite psoriásica, psoríase em placa, doença de Crohn e colite ou retocolite ulcerativa;
  • Mepolizumab (Nucala®): indicado para asma;
  • Omalizumabe (Xolair®): para asma e urticária crônica espontânea (UCE);
  • Rituximabe (MabThera®): para linfoma não Hodgkin, artrite reumatoide, leucemia linfoide crônica, granulomatose com poliangiite e poliangiite microscópica.

A infusão de medicamentos e os tratamentos convencionais

A infusão de medicamentos tem sido utilizada com cada vez mais frequência em função da sua segurança e eficiência. Essa técnica auxilia a preservar a rede venosa e ajuda aliviando o estresse do paciente, a dor e o desconforto de utilizar medicamentos que nem sempre representam a melhor alternativa para o quadro.

A ampla aceitação por parte dos médicos e pacientes e os evidentes benefícios proporcionados pela infusão de medicamentos colaboraram para a popularização do método. Esse movimento despertou a necessidade de adaptações, mudanças e crescimento para tornar o procedimento ainda mais seguro e eficiente.

Assim, a técnica que antes era praticada unicamente em hospitais, passou a ser administrada em clínicas privadas pelo país que, evidentemente, atendam às normas e regulamentos estabelecidos pelos conselhos de medicina, pelas seguradoras e por legislações governamentais.

Portanto, a técnica da infusão de medicamentos é bastante segura e conveniente, permitindo que os pacientes possam relaxar ou se distrair lendo um livro e usando o celular durante o procedimento. Além disso, o método é aplicado de forma prática e rápida, reduzindo o tempo demandado e os danos associados à hospitalização.

Vale ressaltar que o sucesso da infusão de medicamentos também depende dos profissionais envolvidos no processo. Uma equipe qualificada, que cheque e siga a prescrição médica, verifique as interações medicamentosas, averigue os equipamentos antes do seu uso, analise o acesso venoso do paciente e possua amplo entendimento sobre a terapia é fundamental para que o tratamento gere bons resultados e preserve a segurança e o conforto do indivíduo submetido a ela.

Infusão de medicamentos: conheça a Clínica Croce

A Clínica Croce é uma das pioneiras na administração de tratamentos por meio de infusão medicamentosa no país.

Com uma renomada equipe médica, composta por especialistas da USP e da UNIFESP, a Clínica Croce oferece, desde 1973, o que há de melhor nas áreas de Alergologia e Imunologia, Endocrinologia, Endocrinologia Pediátrica e Reumatologia a fim de proporcionar um atendimento humanizado e uma avaliação científica precisa e qualificada.

Nossos valores estão presentes em cada um dos atendimentos que realizamos, por isso, somos referência em infusão no Brasil. A infusão de medicamentos é uma classe terapêutica que tem apresentado cada vez mais novidades, sendo aplicada para o tratamento de diversos tipos de patologias, como das alergias por exemplo.

Saiba que na Clínica Croce você encontrará o tratamento adequado e o remédio ideal para o seu quadro clínico. Agora que você já conhece o que é infusão de medicamentos, já sabe que pode optar por este formato de administração de medicamentos no tratamento de alguma patologia que esteja enfrentando.

E você, já sabia o que é infusão de medicamentos? Está procurando por uma opção de tratamento para alguma doença? Podemos te ajudar. Se você está buscando os benefícios trazidos por essa técnica para o seu tratamento, consulte-se com um de nossos especialistas e compreenda na prática as aplicabilidades e benefícios das infusões. Inicie agora mesmo seu atendimento e teremos o maior prazer em ajudar.

Powered by Rock Convert