Você conhece a alergia emocional? Saiba mais sobre o assunto

Você conhece a alergia emocional? Saiba mais sobre o assunto

9 de junho de 2021 Off Por Editor

Ainda que a predisposição genética possa causar sintomas da alergia emocional, estudos dermatológicos indicam que 30% dos problemas de pele são gerados por fatores psicológicos e emocionais, levando o sistema imunológico a reagir para proteger o corpo do estresse.

A liberação de cortisol, hormônio produzido em momentos de estresse, também pode repercutir na pele por meio de processo inflamatório provocado a longo prazo. Além do estresse, a ansiedade, depressão e baixa autoestima podem estar associadas ao agravamento de processos como acne, psoríase e dermatite. Para conhecer melhor a alergia emocional, suas causas e formas de tratamento, continue a leitura conosco!

O que é alergia?

A alergia é uma reação exagerada do organismo a algumas substâncias presentes no ambiente. As pessoas alérgicas, principalmente as que têm asma, rinite e dermatite atópica, possuem uma condição genética que determina reações de forma exagerada a certos estímulos, causando os sintomas.

Dessa forma, as doenças alérgicas não são contagiosas, e sim o resultado de uma resposta individual determinada geneticamente. Os indivíduos alérgicos são mais sensíveis que o resto da população frente a estímulos externos.

Diversas substâncias podem desencadear o quadro alérgico, entre elas: inalantes (ácaros, pelos de animais, fungos, pólen), alimentos, medicamentos, cosméticos, e condições como estresse e ansiedade, como é o caso da alergia emocional.

O que é alergia emocional?

A alergia emocional é considerada um sintoma psicossomático, ou seja, que é originada na psique, mas com manifestação no corpo. Trata-se de uma reação que surge em momentos de sobrecarga emocional, envolvendo estresse, depressão e ansiedade.

Geralmente essa alergia se manifesta por meio de lesões da pele, que se assemelham a bolinhas avermelhadas, espalhando-se por todo o corpo. Diante dos problemas emocionais, o cortisol, hormônio que aumenta a resposta inflamatória do corpo, é liberado. 

Dessa forma, o estresse acaba causando alergia emocional, piorando doenças já pré-existentes, como dermatite e urticária. Além disso, em momentos de estresse e agitação, também podem ser liberadas as catecolaminas, substâncias que causam vermelhidão e coceira na pele. 

A alergia emocional pode provocar também sintomas como falta de ar, suor excessivo e insônia. Ainda que não seja o diagnóstico oficial, o termo acaba sendo utilizado para descrever o quadro de sintomas alérgicos causados por grande sobrecarga emocional.

Contudo, nenhuma alergia é de origem completamente emocional. O indivíduo que apresenta uma alergia emocional provavelmente já tinha predisposição para problemas de pele que foram manifestados somente na sobrecarga.

Quais as causas da alergia emocional?

As causas para a alergia emocional ainda não são bem definidas. Contudo, sabe-se que os sentimentos são capazes de provocar alterações no organismo com a liberação de hormônios e outras substâncias que contribuem para a inflamação na pele.

Sentimentos como estresse e ansiedade causam reações nas células de defesa, ocasionando a hipersensibilidade do sistema imunológico. Ação que pode ser notada pelas alterações na alergia emocional e piora dos sintomas de outras doenças autoimunes.

São diversas as situações que podem gerar picos emocionais, como um acidente, a morte de um amigo ou familiar e a perda do emprego. Entretanto, o acúmulo do estresse no dia a dia, também pode ter impacto a longo prazo. 

As mulheres são mais suscetíveis à alergia emocional, e são também as que mais buscam ajuda em consultórios médicos. Os homens acabam levando a vida e procuram ajuda somente em casos já extremos.

Durante o período da pandemia, os casos de alergia emocional têm aumentado, seja pelo medo da contaminação pela Covid-19, pelo estresse do distanciamento social, ou por problemas financeiros.

Quais alergias estão associadas ao fator emocional?

As doenças de pele são as que estão associadas ao fator emocional. Diante da reação causada pelo acúmulo emocional, casos como a dermatite atópica, psoríase, urticária, e vitiligo são desencadeados, ou mesmo agravados. Entenda melhor cada uma dessas doenças.

Dermatite atópica

Alergia Emocional

A dermatite atópica é uma condição relacionada ao estresse e tensão emocional. Contudo, a doença também pode estar associada à bronquite, rinite, asma, ambientes secos, frio intenso, climas secos, calor e transpiração em excesso. A dermatite causa na pele lesões avermelhadas que coçam e podem descamar.

Psoríase

Alergia Emocional - Psoríase

A psoríase é outra doença considerada uma alergia emocional. Em 30% dos casos, a psoríase é provocada por fatores genéticos, no entanto, pode ser agravada diante de situações de estresse, assim como na exposição ao frio. Doença inflamatória crônica, é caracterizada por manchas secas e escamas formadas geralmente em couro cabeludo, joelhos e cotovelos.

Urticária

Alergia Emocional - Urticária

A urticária é uma doença de irritação da pele que pode surgir de forma súbita, em qualquer região do corpo. Ainda que o estresse não seja a causa principal da urticária, é um dos fatores que contribuem para a piora de seus sintomas. Ela pode estar presente de forma aguda, quando dura menos do que 6 semanas, ou crônica, durante meses ou mesmo anos.

Vitiligo

O estresse é um fator comum entre as pessoas que desenvolvem o vitiligo, podendo desencadear o início da doença, caso o indivíduo apresente predisposição genética. Por se tratar de uma condição em que há redução ou falta de melanina (pigmento que dá coloração à pele) e diversas áreas do corpo, o vitiligo é caracterizado por manchas brancas na pele.

Como são os principais sintomas?

A alergia emocional pode se manifestar de inúmeras formas, tornando-se mais comum na pele devido a uma série de terminações nervosas também relacionadas ao estresse. Entre os sintomas mais comuns na alergia emocional estão a vermelhidão, coceira e presença de manchas avermelhadas em alto-relevo. No entanto, algumas pessoas podem apresentar também sintomas respiratórios, como dores na garganta e falta de ar. 

Como tratar a alergia emocional?

O período de duração da alergia emocional depende do tempo em que a situação de estresse, ansiedade ou outro fator emocional irá durar. Caso a pessoa não busque tratamento, os sintomas podem estar presentes por meses.

Entretanto, caso o indivíduo procure tratamento adequado assim que identificar a alergia emocional, os problemas podem ser solucionados em algumas semanas. Associado ao tratamento dermatológico e antialérgico, que deve durar entre 15 dias, é recomendado a pessoa que sofre com a alergia emocional buscar ajuda com profissionais da área de saúde mental, como psicólogos e terapeutas.

Além do tratamento prescrito por um alergologista, alternativas, como a terapia, são importantes para evitar que a situação desencadeadora da alergia emocional aconteça novamente. Os medicamentos normalmente prescritos são antialérgicos, assim como corticoides e anti-inflamatórios quando necessário.

Como controlar a alergia emocional?

De forma geral, é impossível eliminar o estresse de nossas vidas. Contudo, amenizá-los é perfeitamente possível. Por isso, separamos algumas dicas que vão ajudar no controle da alergia emocional.

Fique atento aos sinais do estresse

Antes que você chegue ao seu limite, o estresse demonstra alguns sinais importantes de que as coisas não estão indo bem. Por isso, é muito importante ficar atento a esses sinais para identificar e saber quando controlar os sintomas de alergia emocional. Alguns deles são:

  • falta de energia para realizar tarefas;
  • dificuldades para dormir;
  • irritabilidade aumentada;
  • comportamentos não habituais;
  • sono não reparador.

Ao notar esses sintomas, é possível procurar alternativas que ajudem a diminuir o estresse e ansiedade, evitando que tais sentimentos se acumulem e causem prejuízos, como a alergia emocional.

Tenha um tempo para lazer

Períodos de lazer são extremamente importantes para que a pessoa tenha saúde mental e emocional. Essa é uma forma de ajudar a diminuir o estresse acumulado, minimizando as chances de ocorrer um desequilíbrio emocional e, consequentemente, a alergia emocional.

Invista no autoconhecimento

Uma maneira de entender como você funciona emocionalmente é por meio do autoconhecimento. Descobrir quais situações aumentam seus níveis de ansiedade, estresse e emoções negativas auxilia no momento de combatê-las, evitando gatilhos que provoquem a estafa emocional e as reações alérgicas por estresse.

Alergia emocional tem cura?

Infelizmente a alergia emocional não tem cura. Visto que sempre que um pico de sentimentos negativos ocorrer, ela poderá ser desencadeada novamente. Contudo, alguns tratamentos alternativos podem contribuir para a melhora nos quadros, diminuindo o agravamento de doenças como a urticária e dermatite. É o caso das infusões medicinais.

Infusões medicinais e o tratamento para alergia emocional

Infusões medicinais são medicamentos biológicos administrados por via subcutânea que permitem fornecer fluidos em volumes e taxas precisas. Contudo, além do tipo de aplicação, a composição do medicamento também é diferenciada, sendo o resultado de diversas pesquisas e aperfeiçoamentos realizados via engenharia genética derivados de anticorpos humanos ou de origem animal, modificados em laboratório genético. 

Dessa forma, as infusões medicinais revolucionam as opções de tratamentos até então disponíveis por sua efetividade, segurança, controle, potencial de atenuar sintomas realmente incômodos e de proporcionar mais qualidade de vida ao indivíduo.

Em muitos casos, infusões medicinais são a única forma efetiva de tratamento, sobretudo no contexto de doenças com nível moderado ou grave de avanço. Por isso, estão entre as grandes apostas da medicina para tratar um número cada vez maior de doenças de modo eficiente, seguro, humanizado e cômodo ao paciente.

Novas terapias possibilitam cada vez mais pessoas a ter acesso a tratamentos seguros, eficientes e efetivos para doenças nas mais variadas áreas da saúde, que antes não apresentavam terapia eficaz. 

Com a aplicação de fluidos intravenosos, as infusões medicinais são uma forma de terapia reconhecida por seus benefícios. Elas possibilitam aliviar e lidar com diferentes condições, fornecendo taxas, volumes e intervalos precisos e programados, de acordo com a característica de cada paciente.

Utilizada com frequência na realização de tratamentos mais complexos, especialmente pela segurança trazida pelo processo, por possibilitar controle mais preciso sobre a dosagem e pela velocidade que o medicamento alcança a corrente sanguínea em casos de emergências, as infusões medicinais também são recomendadas para os casos nos quais haja necessidade de administrar os medicamentos de forma lenta e constante. 

As infusões medicinais são usadas com maior frequência para tratar quadros de desidratação. Mas a utilização dessa forma de terapia inclui administração de diferentes compostos, como vitaminas, antivirais, antibióticos e outros. O procedimento também é usado em casos de alergia emocional.

Clínica Croce

A Clínica Croce é referência em vacinas na região em que está localizada e conta com uma equipe médica renomada, com especialistas da USP e UNIFESP. Com os mais avançados serviços e ferramentas tecnológicas, a clínica oferece meios para diagnóstico e tratamento de doenças alérgicas, como a alergia emocional, com corpo clínico multidisciplinar de alto nível técnico e científico.

Todos os médicos de nossa equipe clínica são especialistas em sua área de atuação, com ampla experiência e credibilidade no mercado, com os devidos registros em seus órgãos de classe. 

Ainda, dada sua expertise e vontade de promoverem melhorias na área da saúde, eles ministram cursos e atividades de aperfeiçoamento voltado a outros profissionais da medicina. 

Alergologia e imunologia

Os profissionais de alergologia e imunologia se dedicam ao estudo, diagnóstico e tratamento das patologias que afetam o sistema imunológico. A alergia é uma reação exagerada do organismo a alguma substância, o que significa que os indivíduos alérgicos são mais sensíveis do que o resto da população frente a estímulos externos. 

Entre as doenças mais comuns na alergologia e imunologia estão a alergia emocional, asma; rinite; dermatite atópica; conjuntivite alérgica; urticárias, alergias a alimentos, medicações e picadas de insetos. 

Por sua vez, a imunologia é a ciência que estuda não apenas o sistema imune e a proteção contra agentes externos, como também auxilia no combate às células do organismo que sofrem alterações, como as tumorais, responsáveis pelo câncer. Essa é uma área de vanguarda, sobretudo, perante seu envolvimento em novas técnicas, medicamentos e tratamentos para as doenças autoimunes.

A Clínica Croce é uma das mais conceituadas do país e disponibiliza alergologistas com ampla experiência e prontos para fornecerem o atendimento qualificado e humanizado que o paciente necessita para os sintomas da alergia respiratória.

A clínica conta com estrutura, equipamentos e metodologias modernas para dar o suporte necessário. O corpo clínico da Croce está preparado para prestar atendimento qualificado e especializado, por meio de exames, testes, consultas, diagnósticos e encaminhamento de tratamentos diversos, trazendo muito mais conforto para os seus pacientes.

Diagnóstico e tratamento especializado

Localizada na zona oeste de São Paulo, a Clínica Croce tem o diagnóstico e o tratamento de alergias entre suas especialidades. A Clínica Croce oferece, há mais de 40 anos, o que há de melhor nas áreas de Alergologia e Imunologia, Endocrinologia, Endocrinologia Pediátrica e Reumatologia. 

Disponibilizamos a nossos pacientes ambientes climatizados, confortáveis e equipados com o que há de mais eficaz e moderno para clínicas médicas. Proporcionamos um atendimento humanizado e uma avaliação científica precisa e qualificada. 

Além disso, compreendemos que a saúde de nossos pacientes não pode ser compartimentada, por isso, fornecemos tratamentos multidisciplinares, de modo a criar soluções mais abrangentes e integrais para cada caso em específico.

No caso das alergias, como a alergia emocional, os resultados podem ser potencializados unindo a expertise de especialistas em alergologia, imunologia, reumatologia (para casos de condições subjacentes, como lúpus, por exemplo) e em infusões medicinais. Cabe salientar que, na Clínica Croce, você encontrará o tratamento mais moderno para alergia emocional por meio das infusões medicinais. 

E tudo isso está à sua disposição de modo facilitado, já que a Clínica Croce trabalha com diversos planos de saúde, incluindo Bradesco Saúde, Plano de Saúde Itaú, Mediservice, Porto Seguro Saúde, SulAmérica Saúde e Convênio ABMED.

Você pôde conhecer no artigo de hoje um pouco mais sobre a alergia emocional. Ainda que o tratamento possa ser realizado por meio de alergologistas, é fundamental buscar apoio também em um profissional da área de saúde mental, que contribua para resolver os prováveis desencadeadores das crises alérgicas emocionais.

Como você tem cuidado da sua saúde? Está pronto para ter sua consulta com um de nossos profissionais? Então, faça seu agendamento agora mesmo! Estamos prontos para atendê-lo por nosso canal digital!