Quando a sujeira faz bem à saúde

Antigamente, as crianças brincavam na terra, colocavam coisas que caiam no chão na boca, enfim, estavam mais em contato com micróbios do que hoje. Os cuidados da vida moderna, em esterilizar tudo para o bebê, por exemplo, pode impedir o adequado amadurecimento do sistema imunológico da criança. Estamos na era da Teoria da Higiene.

A especialista da Clínica Croce e do Instituto de Medicina Avançada (IMA Brasil) explica que a criança não nasce com seu sistema imunológico, de defesa, completo e, neste contexto, até pode em um primeiro momento ser mais susceptível a infecções. Mas a médica ressalta que é fundamental saber que a modulação do sistema imunológico também depende de experiências com o meio ambiente.

“Ao vivermos em um ambiente de limpeza exagerada ou sem contato com a natureza, perdemos a oportunidade de interagirmos com microrganismo do bem, ou seja, aqueles que não causam doenças, mas que estimulam e ajudam na modulação do sistema imunológico. Um sistema imunológico desregulado associado à predisposição genética do indivíduo pode atuar como um facilitador do desenvolvimento de doenças crônicas, que são resultados desta desregulação do sistema imunológico, em especial as, doenças alérgicas”, alerta Dra. Ana Paula.

A especialista em alergia e imunologia dá ainda algumas dicas:

– Não use sabonete antibacteriano diariamente e não aplique no corpo inteiro. Eles são uteis apenas em uma situação de grande contaminação, como contato com sujeira, mas não devem fazer parte da rotina de cuidados de uma criança sob a pena de causar modificações na microbiota (flora natural da pele das crianças).

– Os antibióticos são uma grande arma da medicina, salvaram muitas vidas e têm lugar assegurado na história da humanidade, mas seu uso excessivo pode levar a mudanças importantes na flora (microbiota) normal dos indivíduos e facilitar o aparecimento de doenças crônicas.

– Deixe a criança descalça na terra. Nada melhor que o contato com a natureza.

– O contato com animais de estimação trazem números benefícios, tantos emocionais como para a imunidade, salvo casos que a alergia já foi diagnosticada.

 

Compartilhe