Médico da Clínica Croce cria aplicativo que ajuda pacientes a evitar reações alérgicas a medicamentos

Uma ideia revolucionária do médico alergista Dr. Fábio Morato Castro, diretor da Clínica Croce, promete contribuir, significativamente para, pelo menos, cerca de 10% da população que possui alergia a medicamentos. O especialista lançou o aplicativo Alergia a Medicamentos, que, segundo, ele é muito simples de ser utilizado.

Basta o paciente registrar remédios e princípios ativos aos quais é alérgico. Na farmácia, no momento de compra, deve digitar o nome do remédio e o app mostra o resultado, se pode ou não usar o produto. O paciente tem, ainda, um espaço para registrar o nome do seu médico, caso haja alguma emergência, além do telefone do SAMU.

O App também é um grande aliado dos médicos, que no momento da prescrição poderão pesquisar quais medicações oferecem ou não perigo aos seus pacientes. O App Alergia a Medicamentos está disponível para iPhone (iOS) e Android.

Nele, é possível encontrar todos os remédios registrados no Brasil pela Anvisa, até agosto de 2015. São milhares de nomes comerciais, em diferentes apresentações e princípios ativos. Essa lista foi organizada em cerca de 3.000 grupos de medicamentos.

O especialista conta que o maior desafio para desenvolvê-lo foi a extensa lista de remédios disponíveis e os cruzamentos das informações na literatura científica mundial. “Em breve, entraremos na segunda fase do App Alergia a Medicamentos, expandindo para outros países e com listas personalizadas”, avisa o médico.

O médico ressalta que os anti-inflamatórios não esteroidais são os maiores responsáveis pelas reações mais frequentes. Os antibióticos também aparecem, porém com menor prevalência. A reação mais grave é a anafilaxia, que pode ocorrer durante os procedimentos com medicamentos anestésicos.

O APP Alergia a Medicamentos pode ser encontrada abaixo:

APP | Android, clique aqui   ou   APP | iOS (iPhone), clique aqui

 

Compartilhe